sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Descobri nas Estrelas.


Eu encontrei estrelas quando só procurava amigos. Encontrei amizade verdadeira quando ela parecia em extinção. Quando quis esconder minha fraqueza por medo de encontrar dedos apontados pra mim, descobri que podia chorar e encontrei braços estendidos pra me socorrer. Pra contar uma piada sobre qualquer lente divergente, pra me fazer cócegas, pra lembrar que estrelas juntas brilham sempre mais. Encontrei motivação quando pensei em desistir. Quando me senti inútil e substituível encontrei gente que me olhou no olho e disse que me amava. Quando meu céu escureceu, encontrei gente que pegou um giz e desenhou um sol do tamanho do mundo. Quando me achei incapaz, recebi elogio por algum conjunto de palavras bem colocadas, um pedido pra ensinar história ou literatura, uma chamada à minha pseudo-criatividade. Quando quis ficar sozinha com a minha dor, encontrei gente que se preocupou comigo e veio me livrar de morrer sufocada com pensamentos. Tão acostumada a negar quem eu era, eu tentei com vocês, fingi que dentro de mim não havia esse mundo inteiro de sonhos, escondi enquanto pude a minha parte que chorava, se decepcionava e tinha medo do futuro. Fugi enquanto pude, mas vocês me encontraram. Quando pensei que minhas histórias não fossem interessantes, encontrei ouvidos abertos a tudo o que eu tivesse a dizer. Pra vocês eu me mostrei sem medo. E contei sobre os meus medos, meus sonhos, meus defeitos. Por vocês eu virei o mundo. Eu me vesti de palhaça mesmo quando estava em luto. Eu plantei bananeira, tirei piada de qualquer fundo de baú, deixei sorrisos fixos no rosto. Muitas vezes larguei a minha dor e fui cuidar da de vocês. De um coração partido, de uma nota baixa, de alguém sufocado com todas as pressões. Ouvi calada mesmo quando era eu quem precisava falar. Errei muito, eu sei. Peguei pesado na piada, tirei molecas vezes demais de um pé, deixei de ver quando alguém precisou de mim, disse verdades sem pensar. Mas tenham sempre certeza de que tudo o que eu fiz foi tentando acertar, foi desejando manter sempre o nosso brilho aceso, foi querendo deixar claro que o meu planeta terra girava em torno das estrelas. Porque eu descobri que a constelação que estava no meu céu era um presente enorme de Deus. Que ele sabia que os anos seriam difíceis e que eu precisaria de força, sorrisos e abraços fortes. Quando imaginei um mundo sem vocês, o imaginei escuro e sombrio. Quando tentei pisar lá fora sem vocês, senti frio e saudade. Quando estive longe, os desenhei pra sentí-los por perto. Quando senti falta de um irmão e precisei de alguém pra xingar e dividir minhas trouxices, encontrei um Felipe. Quando quis uma melhor amiga pra dividir uma vida inteira comigo, encontrei uma Camilla. Quando precisei de alguém com quem implicar, encontrei uma Marcelly. Quando pensei em alguém com quem pudesse falar sobre amores e sonhos e sobre todo um mundo interior, encontrei uma Juliana. Quando precisei de alguém pra cuidar de mim, encontrei uma Rowena. Quando precisei de um amigo gordo e sem graça, encontrei um Igor. Quando precisei de cócegas e flauta doce, encontrei um Marcos. Quando precisei da minha única amiga loira pra dividir os meus livros, encontrei uma Gabriela. Quando precisei de alguém que fosse pelo menos um pouquinho parecida comigo nesse mundo de amigos tão diferentes, encontrei uma Laura. Todos vocês, a todo momento, são importantíssimos pra mim. Todas as nossas enormes aventuras ficarão pra sempre guardadinhas junto com o amor enorme que eu encontrei nas estrelas. Lembrarei sempre de vocês como na foto ali em cima: quando o futuro parecia tão distante e nada parecia tão certo quanto fazer de conta que ele não viria. Podem me chamar de louca, sonhadora ou qualquer outra coisa, mas eu acredito na gente pra sempre. Consigo olhar pro futuro e ver meus padrinhos e madrinhas de casamento. Vejo todos nós com nossas respectivas famílias num jardim enorme e florido de crianças, lembrando de quando nós éramos como elas. Vejo meu filho mordendo o do felipe e ensinando o da Camilla a deixar de ser nerd. Vejo todas as meninas saindo por aí sem compromisso pra falar sobre quando o futuro era um bicho de sete cabeças. Acredito em coisas eternas. Acredito que mesmo que se passem anos sem nos encontrarmos, quando nos virmos nos reconheceremos como se não tivesse havido distância nem tempo. Nunca soube de uma estrela que apagou com o tempo. Ouvimos sempre sobre aquelas que nem sempre podem ser vistas, mas que sempre estão lá. E eu tenho certeza de que mesmo que não os veja todos os dias, não os dê um abraço ou um bom dia, vocês estarão pra sempre no meu céu. E a minha pequena estrelinha, mesmo com sua luz tão tímida, estará sempre se esforçando ao máximo pra ajudá-los a iluminar um caminho que tantas vezes é escuro demais. Me liguem, mandem cartas, telegramas, e-mails, tudo o que a tecnologia oferecer, que eu prometo parar tudo pra encontrar vocês. Não esqueçam que eu sou chata e que se vocês demorarem muito eu vou sempre marcar um super encontro estrelar, pra gente relembrar os velhos tempos, assistir um filme não tão bom assim, cantar que é isso o que você ganha quando deixa o seu coração vencer. Um dia eu o deixei vencer e ganhei vocês. E agradeço todos os dias, sempre quando agradeço pelo alimento que tem na minha mesa ou pelo ar que me foi permitido respirar. Coloco sempre vocês junto com as coisas sem as quais não posso sobreviver. Sem o brilho de vocês eu sou só um pontinho num céu imenso. Com vocês ganho força, motivos enormes pra sorrir, histórias incríveis pra contar. Somos prova de um milagre que nos colocou no mesmo turno e fez durar nossa amizade. Seremos prova de mais um: mostraremos ao mundo que o pra sempre não é coisa de outro planeta. Ele é real. E quando todos os meus pra sempres acabaram, eu olhei pra vocês e descobri que existem aqueles que vêm pra ficar.

4 comentários:

Luiza Scancetti disse...

Lindooo texto, Nicole! Quase chorei pq eu tbm tenho as minhas estrelinhas que encontrei lá no CPII! *---*

Ramos disse...

Ahhhhhhhhhhhhhh
os tempos de escola *__* Amizades, amores, dormidas na sala, reclamações de professores UHAUHAUAHUAH
Que saudade =/
xD

bjauM!


www.suportedamente.blogspot.com

Jota disse...

São aquele tipo de amigos que ficam pra eternidade... em nossas memórias. Cultivar amizades assim é o que realmente vale a pena.

beijos ;**

Gabriela Machado disse...

"Seremos prova de mais um: mostraremos ao mundo que o pra sempre não é coisa de outro planeta. Ele é real."
Pode contar comigo sempre pra tornar isso real, as turmas diferentes foi o inicio do desafio que nos esperava e conseguimos vencer, vamos conseguir vencer qualquer distância que nos seja imposta, pq a amizade consegue vencer tudo.
Vou fazer tour pelo Rio visitando vários campus diferentes (ou nem tão diferentes),pq eu não consigo viver sem vcs ♥

poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...