quinta-feira, 1 de julho de 2010

Detalhes.

Nada mais é igual. Não tem mais você aqui. Não tem seu sorriso no porta retrato do meu quarto. Não tem sua risada ecoando através das paredes ao ler aquela agenda dos meus doze anos. Lembro como se fosse hoje daquele dia em que você riu porque eu havia escrito que era o pior dia da minha vida porque "o amor da minha vida" não quis ficar do meu lado no recreio. Você riu e disse que nós mulheres desde pequenas cismamos em acreditar que qualquer um tem potencial pra ser o amor da nossa vida, aos oito, doze, dezessete ou cinquenta anos. Depois me perguntou se eu achava isso de você também e eu, super sem graça, fiz uma piadinha e disse que ainda estava avaliando seu potencial. Pura mentira, eu já tinha decidido que o homem da minha vida era você, mas não te contei pra você não achar que eu ainda era uma menininha a eterna espera do tal amor. Mas aí um dia você foi embora e eu não escrevi, mas se eu tivesse uma agenda, eu escreveria novamente que o pior dia da minha vida tinha chegado: o amor da minha vida desistira de passar o recreio, os tempos de aula, as horas extras comigo. O amor da minha desistira de mim. Depois de tanto tempo depositando esperanças em amores vazios, eu realmente achei que você honraria o título e escreveria o meu nome seguido de amor da sua vida em alguma de suas agendas ou em algum lugar no seu peito. Só que pra você isso é infantil demais, você já é um cara maduro. Mas eu sou criança e sendo assim, alimento todos os dias a esperança de que você volte. Um dia depois de conhecer outra pessoa e perceber que as agendas dela não são tão engraçadas como a minha, depois que você perceber que aquele seu retrato combina melhor com a parede do meu quarto e o seu sorriso com as minhas piadas, você vai voltar. Um dia enquanto dobrar a esquininha, enquanto ouvir aquela música que eu tanto amava e você dizia que era brega, aquela que diz que um grande amor não vai morrer assim, você vai lembrar que falta uma agenda na sua vida. Falta a pessoa que te oferecia colo, ouvido e palavras. Eu guardo a esperança de que um dia você perceba que a vida só tem sentido se for vista com olhos de criança, aí você terá coragem de escrever com tinta permanente as palavras amor da minha vida e fazer um coração com o meu nome. Mas hoje ainda habita a sua falta na minha casa. A agenda continua aberta na mesma página, a porta continua encostada, só o seu retrato que hoje tá na cabeceira de outro alguém. O seu sorriso não é mais meu, mas ainda assim você me sorri, eu sei. Lembra do nosso segredo, a frase daquela música que a gente usou pra selar o fim: viva todo o seu mundo, sinta toda a liberdade, mas quando a hora chegar, volta!, que o nosso amor está acima das coisas desse mundo? Pois é, te espero aqui. Revivo todos os dias os nossos detalhes. O fim é só mais um deles, um grande amor não vai morrer tão fácil assim.

"Eu sei que esses detalhes
Vão sumir na longa estrada
Do tempo que transforma
Todo amor em quase nada
Mas "quase"
Também é mais um detalhe
Um grande amor
Não vai morrer assim"

____________________
Viajei um pouco, mas adoro essa música, fiquei com vontade de usá-la rs :)

11 comentários:

;* disse...

Que liiiiiiiiiindo, me emocionei demais lendo .Parabéns, tá linda a postagem.

Luiza disse...

amo seus textos. lindos, maravilhosos, palmas pra você! beijos

Helen Karoline disse...

Lindo, maravilhoso, perfeito *-* E realmente as mulheres com quais quer as idades sempre estão procurando o amor da vida delas hihi
Eu ameu o novo lay e coisa e tal, tá mto lindo aqui.
Beijos:*

laura b. disse...

arrasando sempre, né niiics ;)

Emi disse...

Ounn, genial, Nick!
Você não sabe como seus comentários me deixam feliz! É bom saber que você se encontra lá no meu blog, como eu também me encontro muito aqui, em cada post, em cada texto tão especial que muitas vezes até releio.
Adoro, adoro aqui!
Parabéns sempre!
Beijos, querida!

Mandy disse...

Own Nicole, como vc é fofa *-* E eu nem sou incrivel desse jeito. Bom, adooooorei esse texto. Até porque é verdade. Todo mundo ja passou por isso quando pequena. Ja pensamos que o pior dia das nossas vidas foi quando o tal 'amor' foi embora. Adorei mesmo. Enfim, eu te adoro e sou tua fã :D
Beijoos
Mandy

Dinie disse...

nuss.
Li seu post e me adorei, tbm perdi alguem e sinto mta sdd dele.
Me identifiquei mto com as suas palavras, pois tbm acredito que o tempo ira traze-lo pra mim.

Espero que o seu volte logo, pois eo seu q o meu vae demorar mto.
beijos!

Jaci Macedo disse...

Genial. Isso é que eu digo do teu texto. Você escreve muito bem, me prendeu no texto do começo ao fim. Muito bonito, por sinal. O suposto fim do amor é mais triste ainda do que a falta que ele faz.
Beijos (:

Anônimo disse...

liiiiiiiiiiiiindo dms ,
parabéns ♥

Andressa Abreu disse...

Que lindo !!
Como seus textos são lindos, nem sei como cheguei até o seu blog, mas sei que vou voltar sempre aqui!
Beijos!!

Rebeca. disse...

É incrível como os seus textos conseguem transmitir tudo aquilo que eu tenho vontade e nao consigo. Parabéns por todas suas palavras!

poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...