quinta-feira, 24 de junho de 2010

O mundo por trás da pergunta.

- Aceita namorar comigo?
- Aceita estar comigo todos os dias e me amar do início ao fim? Aceita me dar a mão mesmo quando ela fugir de você? Aceita permanecer ao meu lado quando eu estiver mais chata que o normal, quando nem o chocolate resolver, quando nem um milhão de palavras for o suficiente? Aceita a responsabilidade de ser o cara que eu sonhei e o risco de que eu não seja nem metade do que você imaginou? Aceita se molhar só porque eu sou egoísta e não gosto de dividir o guarda-chuva? Aceita todos os meus humores, todas as minhas manias, todos os meus medos? Aceita abrir espaço em você pra que o meu mundo possa entrar? Aceita minhas músicas cafonas, minhas palavras desajeitadas, meus livros bobos? Aceita andar comigo por aí, mesmo sabendo que as pessoas vão olhar atravessado? Aceita dividir segredos, sorrisos e medos? Aceita todo o meu exagero, a minha loucura, a minha tendência ao drama? Aceita minhas birras, minhas fugas e meus recomeços? Aceita que você não vai saber de tudo, porque o mundo dentro de mim é maior que o de fora? Aceita abrir a porta da sua casa e pintar suas paredes de uma nova cor, de modo que fique mais confortável pros meus olhos? Aceita me carregar, ouvir meu choro, sorrir meu sorriso, entender meu silêncio? Aceita me conhecer mesmo sabendo que eu posso ter um lado ruim? Aceita mesmo sabendo que todos os dias eu vou criar listas e mais listas na minha cabeça, avaliando os prós e os contras de nós dois? Aceita meu ciúme estranho? Aceita minha vontade de ser enorme e no momento seguinte ser minúscula? Aceita minha inconstância? Aceita preferir minha companhia a qualquer outra no mundo? Aceita fazer seu abraço ser do tamanho ideal pra mim? Aceita saber que eu vou tentar acertar e errar, tentar ser a melhor pessoa do mundo e fracassar? Aceita perder o futebol só porque eu precisava comprar uma caneta e queria que você fosse comigo? Aceita meu coração enorme e pesado que só, aceita mesmo sabendo que ele é remendado, exagerado e desconfiado? Aceita dar motivos pro meu sorriso existir? Aceita pedir perdão quando errar e ignorar seu orgulho? E o meu, você aceita meu orgulho que ultrapassa meu tamanho? Aceita estar comigo quando estivermos no ritmo certo e quando eu errar o passo da dança? Aceita cantar comigo mesmo se a gente não tiver o mínimo conhecimento da letra da música? Aceita andar comigo mesmo se a gente não fizer noção de qual caminho seguir? Aceita ser inspiração pra minha palavra, motivação pro meu sorriso, empurrão pro meu voo? Aceita ser o cara dos meus sonhos e, mesmo que você não tenha nem 1% dele, aceita se mostrar mil vezes melhor do que ele? Aceita me dar todos os dias um motivo que me faça sentir orgulho por ter escolhido você? Aceita ser ele, o cara cujo o coração dá um pulo ao me ver e murcha feito bexiga quando eu não tô? E, principalmente, aceita me amar mesmo quando eu não te der motivos nenhum pra isso?
- Aceito.
- Aceito.

4 comentários:

Crônicas do Cotidiano disse...

Lindo...
Estou te seguindo

Evelyn Ceinwyn . disse...

Suas palavras são fortes como a fúria das ondas do mar em tempestade e do pêssegueiro de forma que insinua o mais leve tom de frieza e duro soar dos sentimentos sinceros e de uma realidade transgredida que és tua e se faz minha ao ler e indentificar-me tanto com tuas palavras, então tua realidade encontro a minha, aqui, dentro de mim..
Estou me tornando sua mais nova fã e leitora de um futuro livro publicado! rsrs

Beijinhos.
boa noite Nicole .

Luiza disse...

LIIIIIIIIINDÍSSIMO!
somos parecidas, confesso. é difícil achar alguém que aceita tudo isso, mas quando a pessoa ama, fica meia cega, meia boba. beijos, adorei *-*

Mandy disse...

Ain meu Deus *----*
Sempre que eu entro aqui, e leio um texto desse tipo dai, eu fico assim. Sério porque vc faz isso? Nossa parece que eu fico flutuando aqui na cadeira, e me perco ainda mais nos pensamentos.
É incrivel que sempre quando eu to 'em duvida' a respeito de alguma coisa assim, que eu venho aqui, minha cabeça sempre me faz voltar pro mesmo caminho de antes.
Sim, agora eu to assim de novo. Quero muito o meu principe, porque ele aceitou tudo isso e me fez entender o que realmente é importante... :') To com saudades dele, muita muita muita.
Beijão
Mandy

poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...