sexta-feira, 5 de março de 2010

Recado para o bolsinho da camisa.


Desculpa se te decepcionei, eu sei que eu parecia tão presente, tão disposta, tão pronta pra qualquer coisa. Mas é que as coisas estavam bonitas demais e eu tenho essa mania, quando tá bonito demais, eu sinto medo. Antes de você, eu não sabia sorrir sem me sentir pequena demais. Eu não sabia que havia em mim um mundo novo a ser descoberto. Antes de você, eu não sabia que havia no mundo um mundo novo a ser descoberto. Mas aí você surgiu. Me fez sorrir de bobeira, descobrir mundos, pular janelas, atravessar fronteiras. Você surgiu e deixou tudo bonito demais, tão bonito que me assustou. Como alguém que vive na escuridão e de repente vê um clarão de luz e seus olhos já não acostumados com a claridade, se recusam a abrir. Eu, eu, eu. Tive medo da quantidade de luz e de vida e de cor que você trazia pra minha vida. Tive medo de tocar em você e te ver murchando. E se depois não fosse nada disso? E se você fosse assim com todo mundo? E, temor dos temores: e se eu fosse só mais uma na sua inútil listinha? Quem iria me socorrer? Se não fosse você, quem me sustentaria e impediria minha queda? Por isso eu fugi. E voltei. E tornei a fugir. E escrevo isso hoje de um lugar distante. Mas vou voltar, eu prometo, promete me esperar? Eu só preciso ir ali fora, respirar o ar contaminado do mundo sem você, pra ter certeza de que eu não sei viver sem ti. Eu só preciso de um tempo sozinha pra ter certeza de que a minha solidão e a sua solidão nasceram uma pra outra. Nós dois sabemos que esse ano vai ser impossível, agendas cheias, uma distância cada vez maior. Espera por mim, por favor. Eu só preciso de um tempo pra arrumar a bagunça que eu sou. Preciso espremer meu coração, tirar todo ciúme, insegurança, deixá-lo limpo pra que haja lugar pra você e sua bagagem de coisas lindas. Não me esquece por aí. Eu vou voltar pra te contar de um mundo que é de mentira quando é sem você. Eu vou voltar pra te contar dos meus medos quando eles forem coisa do passado. Eu vou voltar pra dividir os medos que restarem com você. Eu vou voltar pra andar de mãos dadas, te escrever milhões de cartas e recados pro bolso da sua camisa. Coloca isso como post-it na sua geladeira, no seu espelho, na sua carteira: eu vou voltar. Pra fazer existir o nosso pra sempre. Eu só preciso me fazer acreditar que eu mereço um mundo bonito. Eu devo ter feito alguma coisa muito boa ao longo do caminho pra merecer, mas eu mereço. Eu só preciso enfiar de vez na minha cabeça que você é diferente daqueles outros caras. Me perdoa por te fazer esperar, mas prometo fazer valer a pena toda essa espera. Prometo fazer valer a pena todo seu investimento em mim, na gente, no nosso amor.
Vou ali fora mas não te perco de vista, não me perde também. Volta sempre pra perguntar, nem que seja assim meio de longe, como foi o meu dia. Mesmo distante eu ainda sou o seu refúgio, lembra?
Mas enquanto estou longe, guarda esse recado no bolsinho da sua camisa e leva no lado esquerdo do peito pra onde você for: eu amo demais você.
Me espera?
Te espero.

6 comentários:

Danii Ferreira disse...

Quando as coisas passam a ser tão boas, a gente geralmente começa mesmo a desconfiar. Mas às vezes é real *-*
E faz bem (:

Camila . disse...

Eu gostei muito do texto, me indentifiquei muito. Quando a janela de seguidores resolver aparecer te sigo, com muito prazer :) Dá sua opinião no meu blog, comenta. www.menina-normal.blogspot.com ;*;*

Larissa p. disse...

amei. muuuuito bom. eu sempre amo seus textos. são perfeitos e você escreve tão bem! parabéns (:

Mandy disse...

Nicole amore, como sempre vc fala o que ta acontecendo na minha vida. Enfim, pedi pra ele me esperar. Pedi pra ele voltar pra mim. E deu certo *-* Nossa, to tãão feliz mas ao mesmo tempo to aflita. Tenho medo de sofrer de novo...
Mas enfim, texto perfeito viu. Adorei a ideia do 'bilhete no bloço da camisa'. Diferente viu.
Ah, e o curso de publicidade é perfeito.. Aconselho viu. Você vai amar que nem eu to amando. *-*
Beijoos
Mandy


p.s.: desculpa pela minha ausência no blog. tenho tido poucas ideias de textos, mas prometo sempre vim por aqui.

Bells disse...

Nic, tá lindo amr, mesmo e muito muito obrigada por ter posto meu blog na sua listinha, e o Lay tá lindo *-* Obrigada pela sua atenção com meu blog, e mais uma vez o texto está lindo demais parabéns bj bj :*

Gio disse...

Ah Nicole, tenho tanta coisa para agradecer, por ter textos que fazem com que você seja uma das pessoas que eu mais tenho a agradecer por me inspirar tanto, por fazer com que o meu mundo quando está negro apareça uma luz, fraca, que vai se transformando em um clarão. Seu blogs, seus textos, fazem parte do meu refúgio (adorei essa palavra no seu texto, sei lá, por algum motivo rs)
Ah e também muito,muito, muito obrigada por me colocar na sua lista de favoritos é como uma conquista, obrigada de verdade Nicole! E por ter comentado no meu blog também. Por ser simpática, ah, obrigada por ser você :D

poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...