sábado, 6 de fevereiro de 2010

Sobre amizades (e pessoas) que valem a pena.

Há quem diga que amizades não duram pra sempre, que sempre nunca existiu e que no momento em que as pessoas se afastam elas estão inevitavelmente perdidas uma da outra. É por isso que hoje eu escrevo. Porque eu, que sempre acreditei nessas coisas, me peguei questionando. O que me fez questionar foi o fato de um amigo que não vejo há algum tempo ter me mandado uma mensagem. Eu sei, deve haver alguém pensando: "Nossa, uma mensagem! Você deve receber dezenas delas por dia". Peço perdão e licença pra responder com um belíssimo clichê: o que me importa não é a quantidade, mas sim a qualidade. Não tem como descrever o que passa aqui dentro quando eu vejo que alguém lá longe se importa comigo e com o que eu faço. Receber essa mensagem me fez perceber que, na minha vida, afirmações como essas não são, e eu jamais permitirei que sejam, verdadeiras. As pessoas que dizem isso, dizem baseadas em relacionamentos que não foram feitos pra durar, que não foram verdadeiros o suficiente pra sobreviver. Foram baseadas em relacionamentos que nós temos, tivemos e sempre teremos. Relacionamentos que são verdadeiros, sim, que têm tudo pra sobreviver, mas que, por algum motivo que contraria a lógica, não sobrevivem. Mas hoje a minha atenção não é pra esse tipo de relacionamento, hoje a minha atenção vai pra aqueles relacionamentos que surgem de uma hora pra outra, têm tudo pra não dar certo, mas dão. Dão e duram. São o que eu chamo de relacionamentos verdadeiros, com pessoas que valem e sempre valerão a pena e que simplesmente têm de existir pra sempre. E eu, cada vez mais, acredito neles. Acredito que quando é de verdade, quando todas as pessoas envolvidas se importam, relacionamentos podem ser levados adiante enquanto houver força, paciência e dedicação. Dias ruins existem e sempre existirão. Se já é difícil manter uma amizade com quem tá perto, imagine então com quem tá longe. Com quem vive coisas que não te conta, conhece pessoas que não te apresenta e tem sentimentos que não te empresta. Nenhuma dor pode ser comparada à da saudade. À dor de precisar do abraço, do colo, do sorriso, da presença daquela pessoa que não está do seu lado. Mas tudo isso vale a pena quando, acima de toda e qualquer dor e dificuldade, há uma pessoa por quem vale a pena lutar e um sentimento que não pode ser explicado.
E é justamente quando os dias ruins chegam, a saudade aumenta e suas forças estão no fim. É justamente quando te resta apenas um fiozinho de esperança que uma mensagem chega. E te mostra que alguém se importa com você e que por algum motivo você também vale a pena. Aí suas esperanças ganham nova força e te darão vontade de acreditar num possível reencontro, onde, por mais que sejam pessoas diferentes agora, não haverá nenhum estranhamento, o seu amigo ainda estará ali no fundo dos olhos daquele estranho à sua frente. E vocês se reconhecerão e amizade continuará como se nunca houvesse sido interrompida.
Isso tudo me faz ver que eu só escrevi essas coisas pra contar a minha mais nova descoberta: o pra sempre existe sim, não importa o que dizem. O pra sempre existe e é você quem faz. O pra sempre é bem ali dentro de cada um de nós.

Texto carinhosamente dedicado (e inspirado) nos caras que vez ou outra me lembram que eu valho a pena.
É só pra dizer que eu me importo muito com vocês.
E sinto saudade todos os dias.
E amo pra caramba!

9 comentários:

Little dreamer disse...

Menina linda! Ficou perfeito sabia?! É... eu tinha amizades perfeitas, q surgiam nas horas q eu mais precisava assim do nada, mas se tornaram tao distantes com o tempo, acabou a troca, a compreensao. Poucos sobreviveram a distancia. Msmo as vezes estando tao perto.

Adrielly Soares disse...

Acho que as pessoas mudam o tempo todo e se você não está presente pra ver essas mudanças você acaba se deparando com um amigo que agora é um estranho. Acho meio complicado isso de amizades duradouras.

É claro que existem, mas é difícil. E são mais comuns entre homens.
Beijo

Pâmela Gonçalves disse...

muito bom o seu blog!

xoxo Pâmela.

FatoSempalavras. disse...

Qnd algum sentimento é verdadeiro e recíproco ñ existe sofrimento. Será?

Não sei, o que nos resta é viver, se surpreender, entristecer, mas sempre espere um Sol no dia seguinte brilhgando esperando por você!

Bela abordagem do assunto.

Parabéns.

Incontáveis abraços.

Gabriela S. * disse...

AAAAAAH EU ADOREI seu blog,o jeito como escreve e se expressa.Enquanto ao topico amei mesmo.
To seguindo passa no meu ? http://www.vivendonocapricho.blogspot.com/
BEIJOS E SUCESSO !

Gio vanna disse...

Estou em complexo com amigos esses dias, quero tanto a aprender a ser feliz sozinha posso te dizer que estou a ponto de conseguir. Mas é sempre bom ter um amigo por perto não é? Haha! E sempre que precisamos tem alguém que nunca pensamos que estaria do nosso lado a essas horas!

Maldito disse...

Ta aí um assunto que sempre se vive, mas pouco se comenta,..rs
Inté!

Mandy disse...

Nicole lindonaa, tem selinho pra ti no meu blog. :D
Mais tarde eu volto aqui pra comentar sobre o texto, ta?! :D
Um beijão
Mandy

Mandy disse...

Nossa Nicole, agora que tive tempo pra ler. Lindo isso viu. Aprender que nós valemos a pena é muito importante. Vamos viver, né. A vida é unica e curta, muitas vezes, pra deixarmos ela passar assim.
Te adoro ♥
Mandy

poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...