quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Avesso.

Tumblr_m7u7lqgha61rxhympo1_1280_large

Ontem a sua carta chegou. Você não imagina o quanto eu fiquei feliz quando vi e o quanto eu fiquei triste ao lembrar de quando você disse que havia uma porção de cartas escritas pra mim, mas que só seriam entregues se um dia não pudéssemos mais nos ver. Mas essas cartas não chegaram, o que chegou foi quase um bilhete colocado embaixo da porta, que avisa a gente do perigo que estamos correndo. A gente está esquecendo, sabendo que está esquecendo e sabendo que está sendo esquecido. E dói.
Lembra quando você me disse que escrever uma carta é um ato de desmedida coragem, e que se um dia alguém fizesse isso por você, você seria capaz de qualquer coisa? Aqui estou. Escrevi essa carta uma porção de vezes na minha cabeça. Enquanto eu estava fora eu mastigava, absorvia e engolia as palavras só pra não esquecer tudo aquilo que eu tenho pra te falar. Desisti de tentar dormir, as palavras pesam na minha mente e não me deixam relaxar. Eu tenho tanto a te dizer. Se adiantar pedir, posso te pedir pra ficar mais um pouco? Vamos dar mais uma chance pra gente. Não vamos ser idiotas a ponto de deixar todo esse amor construído durante todo esse tempo ir pro lixo. Lembra que era pra sempre? Lembra que nós lutaríamos até o fim?
Mesmo que você tenha mesmo que ir, deixa eu te pedir pra antes me dizer onde foi que eu errei? O que eu fiz? O que eu não fiz? O que eu disse? O que eu não disse? Já até imagino, vai dizer que o problema não sou eu, é você. E se for você, o que mudou em ti? O que a fez desistir? Ou será que é um outro alguém? Quem te fez sorrir quando eu não estive aí? Quem falou quando eu me calei? Quem te protegeu quando eu fugi? Quem te abraçou quando meus braços enfraqueceram? Ele é melhor pra você? Você tem certeza? Porque se for melhor pra você, eu prometo sair do caminho. Eu só quero o seu bem, você sabe. Eu só espero que ele seja esperto o suficiente pra nunca te deixar ir embora. Que ele saiba que quando você não ri a cada minuto é porque você tem alguma coisa importante a dizer. Que ele nunca te convide pra assistir filme de terror e te convide pra ir no futebol com os amigos dele. Que ele saiba rir das suas piadas e chorar o teu choro. Que ele saiba que você tem uma fixação por mãos e que elas são seu ponto fraco. Que ele saiba que você gosta de piadas em tom de segredo e segredos em tom de piada. Que ele saiba te entender nos dias de tpm, saiba o que dizer e saiba, principalmente, não te tratar como mais uma.
Ninguém te ama como eu te amo. Eu nunca amei ninguém como eu te amo. Eu tentei te fazer entender isso. Usei minhas melhores palavras, minhas melhores piadas, meus melhores sorrisos. Você não acreditava nunca, lembra? Eu tentava falar sério e você disfarçava com uma piadinha inteligente. Era difícil saber o que existia por trás daquela menina. Tudo bem, eu entendo, você tinha medo de que eu não correspondesse, mas eu juro que eu nunca riria da sua cara por ter se declarado, e eu achava que você soubesse isso. Eu achava que você me conhecia o suficiente pra saber que sentimento pra mim é muito sério e que eu só digo o que eu digo pra você porque eu tenho certeza. Porque todo aquele tempo longe me fez ver que o amor que a gente tem vence qualquer coisa, é só a gente querer. Você desistiu. Quando um não quer, dois não brigam.
Peço licença a "seja-lá-qual-for-o-nome-dele", pra dizer eu te amo demasiadamente. Que cada palavra que eu te disse saiu junto com uma coleção de sentimentos inéditos. Eu também quis que desse certo. Eu quis mais do que tudo, ser aquele cara que chegaria onde ninguém nunca havia chegado, no seu coração. Eu acho que estava quase lá. Na verdade, eu acho que eu cheguei lá. Mas aí quem se assustou foi você, não eu. Eu saberia lidar com todo o amor que você me desse. Eu esperei todo esse tempo por ele. Quem se assustou foi você. Você não sabia, não tinha noção de que pudesse amar tanto alguém como você me amou. Você teve medo de se decepcionar e ficar sozinha com o amor na mão. Você deveria saber que eu nunca iria fazer isso. Que se um dia eu tivesse mesmo que ir embora, eu ia pegar o amor da tua mão, com todo o cuidado e o fazer entrar novamente no teu coração, aos poucos, e eu ia fazer questão de levar a maior parte da tua dor comigo, só pra não ter que te ver chorar. Você teve medo de me decepcionar. Medo de que eu descobrisse aquela porção de coisas que você sentia e que ninguém fazia ideia de que exista. Você teve medo de não ser "boa o suficiente" pra mim, o que você não sabe é que você é mais do que suficiente pra mim. Antes que você vá embora de vez eu quero que você saiba que se a gente tiver que ficar junto, a gente vai ficar agora ou quando for. Eu não vou desistir. Talvez não seja o momento. Talvez ninguém esteja pronto ainda. Talvez tudo. Talvez nada. Eu estive tão disposto a tentar. Eu sei que durante um certo tempo você achou que eu estivesse diferente, até que eu houvesse desistido de você. Mas não era isso. Eu estava analisando a situação. Eu queria ter certeza do que a gente sentia pra poder oficializar, levar a sério. Eu queria, definitivamente, que você perdesse seus medos, sua vergonha. Eu queria que você tivesse entendido que era sério, que era pra valer. Mas você preferiu fugir. Tudo bem, eu aprendi a concordar contigo, principalmente, quando se trata da sua felicidade.
Apenas amigos? Discordo de você. Não vai ser fácil pra mim. Eu sempre achei que nós tivéssemos um algo mais. Desde os tempos de escola. Até agora. Até sempre. Seja lá como for, esteja com quem eu estiver, eu sempre vou olhar pra você e vou ver a pessoa que eu mais desejei do meu lado. Nós nunca fomos apenas amigos, sempre fomos esse quase. Nossas piadas sempre tinham segundas intenções. Nossas brincadeiras sempre tinham um poço de verdade. Nossos olhares sempre tiveram cumplicidade. Nossas mãos sempre se buscaram. Nossos corações sempre se atraíram. Mas nós fingimos bem durante aquele tempo, certo? As pessoas desconfiavam, mas e daí? a gente queria mesmo que elas pensassem. Eu topo fingir de novo, se é assim que você quer, A.M.I.G.A. Por você eu tenho enfrentado monstros gigantes durante todos esses anos. Eu tenho convivido com a responsabilidade que é "ser teu príncipe". Ser teu amigo não vai ser fácil, mas por você eu consigo. Eu vou continuar sempre aqui. Pra quando quiser rir, quando precisar conversar, quando precisar bater em alguém. Meu status é sempre disponível pra você, você sabe. Sempre foi assim, sempre vai ser.
Obrigado por ter sido a minha vida. Por ter me feito acreditar em algo verdadeiro. Por ter me feito valorizar sorrisos e olhares. Por ter me ensinado o que é o amor e o que é a saudade.
Obrigado por todos aqueles dias em que eu acordei pensando em ti e fui deitar assim também. Obrigado pelas vezes em que saí na rua e te procurei em cada sorriso, em cada trejeito. Obrigado por ter feito um sorriso surgir no meu rosto com todas as suas palavras. Obrigado por ter me dedicado palavras e frases inteiras. Eu sei o que elas significam pra você. Obrigado.
Me transforma em texto, caricatura ou em estátua. Qualquer coisa que seja eterno pra você. Eu só preciso saber disso: que em algum lugar desse mundo existe alguém que não vai esquecer de mim. Eu nunca vou esquecer de você.


"Meu amor, aonde você for
Me deixe ir contigo
Porque eu te faço bem.
E se vierem os maus dias,
Eu vou buscar de volta aqueles dias
Em que eu te fiz feliz. "
(Viva-Voz @Jonathas Iohanathan)

5 comentários:

''Tay' disse...

Adorei,
"É mostrar que as palavras consertam tudo.
É provar que o amor supera qualquer coisa."
Concordo, palavras podem concertar certas coisas e o amor sempre supera qualquer dificuldade.

bjus =*
e Feliz Natal.

Little dreamer disse...

Eu voltaria...
tenho coraçao mole pra tanto amor..
por mais q tenham errado tanto comigo :S

Flavia C. disse...

"Me transforma em texto, caricatura ou em estátua. Qualquer coisa que seja eterno pra você. Eu só preciso saber disso: que em algum lugar desse mundo existe alguém que não vai esquecer de mim. Eu nunca vou esquecer de você.
O nosso pra sempre acaba aqui mesmo?
Pode voltar. Não é fraqueza. Tão pouco covardia.
É amor. É coragem.
É mostrar que as palavras consertam tudo.
É provar que o amor supera qualquer coisa.
Eu te amo. Mais do que eu sei. Muito mais do que eu entendo.
É esse amor que me faz estar aqui, de braços abertos, esperando por você."


Eu voltaria também. É amor demais,
é vontade demais de estar perto, junto, fazendo felicidade.
Adorei essa resposta.

*-* Parabens!

Gio disse...

O meu Deus, Nicole, obrigada. Obrigada por escrever essas cartas maravilhosas que me fazem borbulhar em lágrimas, suas reflexões que estão me fazendo ver o mundo de outro jeito, o seu modo de escrever que é tão inspirador. Obrigada por nos mostrar um pouco de ti a cada texto, por espor palavras que esbejam sentimentos. Obrigada por citar meu nome, obrigada por ler meus comentários, obrigada por aceitar minha idéia, obrigada por comentar no meu blog. De verdade, obrigada

Raissa, disse...

Eu voltaria...
tenho coraçao mole pra tanto amor..
por mais q tenham errado tanto comigo :S /2

poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...