terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Amor quando chove.

Chove lá fora e chove aqui dentro. E essa chuva me faz lembrar que eu não te tenho aqui debaixo do meu guarda-chuva. E em nenhum outro lugar. Essa coisa que é a chuva só serve pra aumentar a saudade que sempre existiu, mas que vem crescendo loucamente nos últimos dias. Uma saudade idiota e indomável. Saudade de te ver sorrindo, de tentar descobrir o que existia por trás daquele garoto idiota que você fingia ser. Saudade de olhar pra você e disfarçar no momento seguinte, quando seus olhos encontravam os meus. Saudade de ter do meu lado e poder, ao menos, te oferecer um lugar embaixo do meu guarda-chuva. Saudade de te oferecer o som da minha risada pra te fazer esquecer os sons que te perturbavam. Saudade de te oferecer a minha companhia, o meu silêncio, a minha paciência. Saudade de ver você do outro lado da rua, fazendo cara de estressado, só porque eu tinha medo de atravessar e esperava o sinal fechar. Saudade de quando eu tinha você toda manhã e, às vezes, em incríveis horas extras, quando o garoto que você sempre escondeu, mas que eu sempre soube que existia, começava a se mostrar.
A chuva me lembra que assim como ela arrasta folhas, papéis e tudo o que estiver na sua frente, o tempo também o faz e tenta fazer com você a cada dia. Mas eu me recuso. Me recuso a te deixar ir, me recuso a olhar pra trás e lembrar de você como mais uma formiguinha no mar de gente que já passou por mim. Me recuso a lembrar de você eventualmente quando por coincidência aparecer alguém com um jeito de andar igual ao seu. Eu não quero isso. Eu quero ter você inteiro, nem que seja em lembranças, desde que seja inteiro. Ainda que eu te odeie às vezes, ainda que o tempo tente te levar embora, ainda que tudo comprove que é burrice continuar insistindo, eu quero te ter inteiro. E eu me recuso a ter uma lembrança ruim de você. Quando os dias maus chegarem tentando me fazer desistir de você, quando a dúvida, a insegurança e o medo tentarem te tirar de mim, eu vou lutar com todas as minhas forças pra te manter intacto na minha mente e no meu coração. Quando eu estiver prestes a duvidar das suas palavras, eu vou lembrar daquele dia em que você olhou nos meus olhos e me fez sentir todas as emoções misturadas. Quando a distância me desanimar, eu vou lembrar que você disse que lutaria por mim. Quando eu estiver certa de que você diz tudo isso pra todas as outras garotas, eu vou fingir que não me importo, vou fingir que não tenho ciúmes, que não me importo em dividir você. Enquanto fingir for a solução pra conservar você, eu finjo. Porque por você vale a pena, ainda que doa um, dois ou três dias, depois passa. Depois eu esqueço e só lembro que você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida.
Tenta entender essa saudade, essa vontade de te oferecer o que há de bom em mim. Tenta entender essa loucura que é te amar tanto assim. Tenta entender essas palavras, que saem mais que do meu coração, saem da minha alma ou de uma coisa mais lá dentro, se é que existe. Tenta entender essas palavras e as grava em você porque, por enquanto, elas são tudo o que eu posso te oferecer. Não tenho guarda-chuva, mas tenho essas palavras.
E tenho eu. Eu tô aqui ainda. Eu sou pequena e frágil, mas tenho um coração do tamanho do mundo e ele é todo seu, e sim, claro que sim, ele aceita ser seu abrigo quando a chuva começar.



"Mesmo não estando em perigo,
quero que você proteja meus olhos cansados de te esperar.
Mesmo em um abrigo,
quero estar contigo quando a chuva chegar."
(Caio Fernando)

6 comentários:

Little dreamer disse...

Podes cre FLORZINHA! hehe
O cara manda muito. Fico encantada com o q encontro na net de autoria dele. É incrivel. So tenho a cada post q passa coisas positivas a falar ao seu respeito. Convenhamos. Eu to em cada linha posta aqui =O

"Saudade de quando eu tinha você toda manhã e, às vezes, em incríveis horas extras, quando o garoto que você sempre escondeu, mas que eu sempre soube que existia, começava a se mostrar."

Adrielly Soares disse...

estou sem palavras.
você fechou com chave de ouro.
Caio Fernando é O FODA.

Little dreamer disse...

Obs: to gostando de ver heim?
vc cada vez mais presente no meu blog. Assim q eu gosto *-*

Gio disse...

Suas palavras são combinadas, parecem que foram feitas para ficarem juntas, o jeito que você escreve faz com que elas fiquem com ainda mais sentido. É relamente, lindo

Bami disse...

Que texto mais perfeito! Lindo, lindo, lindo!
"Não tenho guarda-chuva, mas tenho essas palavras."
Boas férias pra vc! Aproveite bem!
Bjooss

Bells disse...

"Tenta entender essa saudade, essa vontade de te oferecer o que há de bom em mim. Tenta entender essa loucura que é te amar tanto assim. Tenta entender essas palavras, que saem mais que do meu coração, saem da minha alma ou de uma coisa mais lá dentro, se é que existe. Tenta entender essas palavras e as grava em você porque, por enquanto, elas são tudo o que eu posso te oferecer. Não tenho guarda-chuva, mas tenho essas palavras."
ah meu para vs escreve tão perfeitamente que doí. lindo lindo lindo

poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...